DA APLICAÇÃO DE SEGUNDA CHAMADA

A aplicação de provas extras deve ser regulada pelo Regimento Interno da escola, observando-se o calendário escolar, e cabe ao aluno justificar e comprovar os fatos que o impossibilitaram de efetuar a avaliação.

Cumpre informar que quando as escolas negam ao aluno a realização de segunda chamada, muitos educandos acabam conseguindo, pela via judicial, obrigar às escolas a concederem a segunda avaliação. Essas decisões judiciais, provenientes de Mandados de Segurança, trazem atualmente o entendimento de que, mesmo em casos de ausência por viagens, o aluno teria direito à segunda chamada.

Para visualizar o conteúdo completo deste post é necessário estar logado e/ou ter uma assinatura. Por favor, efetue login

Notícias e Matérias