TRIBUNAL NEGA INDENIZAÇÃO POR DANOS MATERIAIS E MORAIS AO ALUNO, POR QUEDA DENTRO DA ESCOLA

Trata-se de ação de indenização por danos materiais e morais movida contra a Instituição de Ensino, na qual alega a parte autora – representada por sua mãe  – que sofreu queda no estabelecimento de ensino (Ré), ao escorregar em tampa de bueiro que estava molhada, localizada próximo ao bebedouro, razão pela qual, sofreu faturamento em seu braço direito.

 Alegou ainda que a direção da escola designou uma funcionária para ficar próximo ao local, a fim de direcionar os alunos, objetivando impedir correrias, porém, no dia do acidente, a referida funcionária não estava no

Notícias e Matérias