TRABALHADOR É CONDENADO A PAGAR R$ 8,5 MIL EM HONORÁRIOS COM NOVA REGRA

Empregado que não conseguiu comprovar os fatos narrados na inicial é condenado a pagar custas judiciais e litigância de má fé. No caso, funcionário entrou na justiça reivindicando indenização devido a horas extras e outros pedidos. Entretanto, o magistrado verificou que o empregado alterou a verdade dos fatos devido a contradição da inicial com o depoimento pessoal.

VER ANEXO:

Notícias e Matérias