O REFLEXO DA PANDEMIA NAS RELAÇÕES CONTRATUAIS DAS ESCOLAS COM SEUS FORNECEDORES

Muitas escolas tiveram redução significativa de suas receitas, seja pelo cancelamento de matrículas no curso da pandemia, em especial, na educação infantil, seja por descontos operados por normas inconstitucionais, ou ainda, por negociação de contratos de educação integral, com redução em alguns casos de até 50%, ou mesmo pelo desemprego.

De outro lado, as escolas passaram a conviver com uma inadimplência, em alguns casos, beirando a 40% da arrecadação mensal, levando muitos diretores e gestores escolares a se socorrerem de empréstimos (Pronemp e outros) para manutenção das folhas de pagamentos e demais custos

Compartilhe isso:
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Notícias e Matérias